NOTÍCIAS

26.09.2018
Especialista mostra a importância de indicadores na administração de cartórios extrajudiciais


Apesar do vasto conhecimento em Direito, cerca de 60% a 80% dos trabalhos desenvolvidos por titulares dos cartórios são de natureza administrativa e parte dessas instituições ainda possuem um largo desafio na profissionalização da gestão, foi o que constatou a administradora Talita Caldas através de pesquisa realizada em 2016/2017 na pós-graduação da USP.
 
Foi baseado nesse tema que ela proferiu palestra intitulada “A importância de administrar cartórios com indicadores” durante o 16º Encontro Nacional de Tabeliães de Protesto de Títulos e Documentos de Dívida, ocorrido entre os últimos dias 19 a 21, no Centro de Convenções do Sheraton Hotel, em Cabo de Santo Gostinho (PE).
 
Atualização administrativa
 
“Monitorar por indicadores é uma forma prática e assertiva para melhorar a gestão dos cartórios, pois o indicador demonstra se o cartório está ou não atingindo seu objetivo planejado. Contudo, para isso é importante que os titulares se vejam como empresários e utilizem métodos há décadas desenvolvidos pelos administradores, sem ficar tanto na prática da tentativa e erro”, afirmou.
 
Talita lembrou que o mercado atual exige dinamismo e que muitos cartórios ainda necessitam se reestruturar, investir em tecnologia e padronização de procedimentos. Ela finalizou, exemplificando alguns cartórios, principalmente os que se preocupam com certificações da qualidade - PQTA, NBR 15906 e ISO 9001 - e já desenvolvem um bom trabalho no âmbito administrativo.
 
Sobre Talita Caldas
 
Talita Caldas é formada em Administração de Empresas, com pós-graduação em Marketing pela ESPM, e Gestão Estratégica pela USP. É sócia fundadora da TAC7 – Desenvolvimento Gerencial de Cartórios - empresa que oferece treinamento, palestras e pesquisas. Autora de livro inédito sobre as principais demandas administrativas dos titulares, intitulado “A Importância de Administrar Cartórios com Indicadores” e co-autora da obra “Finanças para Cartórios”.